A participação do pai na vida do filho | Bepantol

A participação do pai na vida do filho

A responsabilidade paterna se inicia junto com a notícia da gravidez

bebê recém-nascido nos braços do pai

A participação do pai garante mais segurança à mulher, que tende a ter uma gestação emocionalmente muito mais tranquila, refletindo positivamente na formação do bebê.

O pai é uma figura com o mesmo peso da mãe na criação. Ter essa referência sólida é importantíssimo para a criação dos valores, para a construção da personalidade, além de proporcionar uma relação de cumplicidade com seu filho.

Desde o parto, seu papel de pai é importantíssimo. Além de recepcionar o bebê com sua voz e estreitar os laços familiares, você é o alicerce daquele momento, ao amparar a mãe e dar-lhe apoio emocional.

A presença do pai em todos os estágios da vida do bebê

Nos primeiros meses é normal que o convívio com a mãe seja maior, por conta da licença maternidade e da amamentação, mas mesmo ao passar um longo dia fora procure estar presente de alguma forma na vida do bebê. E não fique chateado, faça questão de construir alguns momentos a sós com seu filho, mesmo no meio da correria.

A melhor forma de ganhar “terreno” é assumindo tarefas do dia a dia, como a deliciosa hora do banho, perfeita para olhar nos olhos e relaxar, ou uma volta de carrinho pela quadra, todos os dias. Esses momentos são importantíssimos para a construção do vínculo e para que o bebê entenda a importância da figura paterna dentro da sua configuração familiar.

Você conversa com seu filho? Sabia que o tom da sua voz tem o poder de acalmá-lo? Experimente criar o hábito de ler histórias e colocá-lo para dormir. A recompensa será incalculável e para vida toda!

Autor: Bepantol® |

Categoria: Gestação > 1º Mês

Image
Se você deseja relatar um evento adverso, por favor, clique aqui.
Se você deseja relatar uma queixa técnica, por favor, clique aqui.