PRÉ-GESTAÇÃO
PREPARAÇÃO
GESTAÇÃO

1º MÊS

2º MÊS

3º MÊS

4º MÊS

5º MÊS

6º MÊS

7º MÊS

8º MÊS

9º MÊS
SEU BEBÊ

1º MÊS

2º MÊS

3º MÊS

4º MÊS

5º MÊS

6º MÊS

O sono da gestante

O sono da gestante

Um dos primeiros sintomas da gravidez é o sono. Bate uma preguiça meio inexplicável, uma vontade de dormir no meio da tarde e assistir um filme até o final pode se tornar uma tarefa tão difícil quanto terminar uma maratona. Isso é normal e acontece porque, durante a gestação, os nossos níveis hormonais aumentam, sobretudo os de progesterona, que deixam o útero pronto para o desenvolvimento do feto até que este ele esteja completo – sabia que quanto maiores as taxas de progesterona, menor é o risco de um aborto espontâneo ou de nascimento prematuro?

Portanto, são os hormônios os responsáveis por essa “baixa de energia”, pela fadiga e pela sensação de cansaço nos primeiros meses. E, nessa época, nem adianta tentar apelar para o cafezinho para se manter acordada – a cafeína deve ser consumida em pequenas doses. Mas como manter os olhos abertos, então? Praticar esportes, evitar o jejum prolongado e não comer em excesso pode ajudar nesses primeiros meses, entretanto, não se preocupe, no segundo trimestre a energia estará de volta e você terá pique para arrumar tudo para a chegada do bebê (haja disposição para comprar enxoval, lavar roupinha, arrumar o quarto, se movimentar com o peso extra da barriga, lidar com as ansiedades... Ufa!).


Fim de gestação e... dificuldade para dormir!

Se era fácil, fácil pegar no sono nos primeiros meses da gravidez, a partir da 30ª semana a coisa pode começar a mudar de figura. As idas ao banheiro se tornam cada vez mais frequentes, inclusive durante a noite e, a cada dia, vai ficando mais difícil arranjar uma posição confortável para dormir (vale lembrar que a mais indicada é de lado, em cima do braço esquerdo, pois favorece a descompressão da veia cava, melhorando a oxigenação para o bebê). Você vai querer ter mais travesseiros para se aconchegar e acomodar a barriga, uma cama maior para se espalhar e vai até considerar eventualmente que seu amor durma no quarto ao lado, porque os movimentos e barulhos podem incomodar mais do que de costume.

É importante que a grávida descanse, pois dormir pouco pode levar ao estresse, à irritabilidade e até causar alterações químicas que podem atingir o bebê. Para quem está enfrentando problemas com o sono durante a gravidez, o ideal é ter vários períodos de descanso ao longo do dia e fazer atividades relaxantes. Yoga e alongamento são bons exercícios para isso. Se mesmo assim você continuar sem conseguir dormir quase nada, converse com seu obstetra, mesmo remédios naturais devem ser orientados por ele, não se automedique.

Todas essas mudanças no sono durante a gestação são uma boa maneira de preparar a futura mãe para o que vem pela frente, pois depois do nascimento, o despertador será outro: o chorinho do seu bebê. Serão muitas noites em claro, olheiras e um novo tipo de cansaço, físico e por vezes emocional, tudo regiamente compensado pela alegria que é ter um filho. Bons sonhos até lá.


Autor: Bepantol® |
Categoria: Gestação > 3º Mês



Posts relacionados


Se você deseja relatar um evento adverso, por favor, consulte o seu médico clique aqui
Se você deseja relatar uma queixa técnica, por favor, consulte o seu médico, por favor, clique aqui.

Comprando Aqui, receba em até 4 Horas
Comprar agora
 

Escolha um parceiro abaixo para comprar agora:

Atenção: Ao clicar em comprar, você será direcionado para uma página externa.